Cientistas dizem que neutrões viajam por universo paralelo

Um fenómeno da natureza até agora inexplicado será causado pela existência de universos paralelos. Esta é uma nova teoria avançada por dois cientistas da Universidade de Aquila divulgada esta semana.

Há muito que é os cientistas observam que, sob determinadas circunstâncias, os neutrões (partículas atómicas sem carga elétrica) desaparecem momentaneamente.

O fenómeno é conhecido - e pode inclusivamente ser manipulado em experiências - mas desconhece-se por que razão tal acontece.

Os físicos Zurab Berezhiani e Fabrizio Nesti, da universidade italiana de Aquila, avançaram com uma ideia, à primeira vista extraordinária, mas que aparentemente explica os fenómenos observados.

Berezhiani e Nesti sugerem neste estudo que os neutrões, quando desaparecem, na realidade estão a passar por um universo paralelo ao nosso.

As suas experiências mostram que o ritmo a que o número de partículas 'desaparecem' está directamente ligado à direção e intensidade de um campo magnético quando aplicado a um sistema de neutrões livres (que não se encontram ligados a protões).

Os físicos teorizam que este fenómeno pode ser explicado se existir um universo paralelo formado por 'partículas espelho'. Nestas circunstâncias, os neutrões 'trocam de posição' com os seus paralelos, que são invisíveis para nós - por isso parecem desaparecer. Passado algum tempo, o processo repete-se, dando a ilusão que a partícula reaparece do nada.

A teoria prevê que esta oscilação entre os neutrões e as suas partículas-espelho acontecerá em períodos de segundos, o que é consistente com os valores observados experimentalmente.

São ainda necessárias várias experiências para comprovar (ou falsear) a teoria. No entanto, ela tem potencial para ajudar a explicar outro mistério: a origem da chamada 'matéria escura' do Universo

Esta substância desconhecida, que não conseguimos ver mas podemos observar a sua influência nas órbitas das estrelas e das galáxias, compõe cerca de 90 por cento do Universo conhecido. Uma hipótese será ela estar em 'dimensões paralelas', às quais não podemos chegar mas cujos efeitos podem ser observados.

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.