Fundador da Amazon resgata motores da Apollo11

(COM GALERIA DE FOTOS) Jeff Bezos, o fundador da empresa de vendas online Amazon, anunciou esta quarta-feira ter conseguido recuperar do fundo do oceano os motores do foguetão da missão Apollo 11, que em 1969 levou os primeiros homens à Lua, na missão comandada por Neil Armstrong.

"Encontrámos muita coisa", escreveu o empresário no seu blogue, citado pela AFP, numa altura em que se preparava para desembarcar de uma missão de três semanas no Atlântico.

"Descobrimos uma maravilha submarina - uma incrível escultura de motores F-1 entrelaçados, que contam a história do fim explosivo que tiveram e que serve também de testamento do programa Apollo", acrescentou.

O milionário contou ainda que a sua equipa conseguiu recuperar elementos suficientes para reconstituir dois dos motores que voaram na Apollo 11, que serão agora submetidos a um trabalho de restauro que ponha termo à corrosão.

"Queremos que o material conte a sua própria história, especialmente a do regresso através da atmosfera a 5 mil milhas por hora (mais de 8 mil km/h) e o impacto no oceano", garante Bezos.

Os motores estavam há 40 anos sob as águas do Atlântico, a 4267 metros de profundidade. Foram detetados através de sonar. Quando anunciou a missão, Bezos fez questão de esclarecer que, ainda que a operação seja financiada por fundos privados, os motores continuam a ser propriedade da NASA.

Exclusivos