Discovery partiu para a última viagem ao espaço

O vaivém norte-americano Discovery partiu ontem para a sua última missão. Famoso por ter colocado o telescópio Hubble no espaço, dirige-se para a Estação Espacial Internacional, com seis astronautas e o primeiro robô humanóide a sair da atmosfera da Terra. Este é o princípio do fim da era do programa dos vaivéns espaciais.

"O Discovery está agora a tocar as estrelas pela última vez", comentou o comandante da missão, Steven Lindsey, num momento ao qual assistiram 40 mil convidados, no Kennedy Space Centre, na Florida, EUA.

O Discovery é o mais antigo dos três vaivéns norte-americanos em funcionamento. Cumpre agora o seu 39º voo, o número 133 do programa do vaivéns dos EUA. Uma missão com um significado especial, pois restam apenas dois voos, do Atlantis e depois do Endeavour, antes de a NASA dizer adeus ao programa, escreve o The Guardian.

O vaivém que ontem partiu para o espaço será o primeiro a ser desactivado. O Discovery foi também o primeiro vaivém a regressar às missões depois dos desastres do Challenger e do Columbia. O Smithsonian Institution deverá ser o destino do Discovery, onde ficará em exposição.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG