Cientistas criam 'raio trator' para objetos microscópicos

(COM VÍDEO) Mover objetos somente com um feixe de luz agora já não é exclusividade dos filmes de ficção-científica, como o 'Star Trek'. Cientistas escoceses e checos criaram um 'raio trator' na vida real, que pela primeira vez é capaz de atrair objetos.

É um sonho da ficção científica: um feixe de luz capaz de mover naves espaciais e outros objetos de grandes dimensões, como um trator.

Cientistas da Universidade de St. Andews, na Escócia, e do Instituto de Instrumentos Científicos (ISI, sigla em inglês), da República Checa, encontraram uma maneira de tornar isso realidade, embora a um nível microscópico. A nova técnica poderá conduzir a exames médicos mais eficientes, assim como ser utilizado na análise de amostras de sangue.

Apesar das técnicas de manipulação de luz que já existirem desde a década de 1970, esta é a primeira vez que um feixe de luz foi usado para atrair objetos no sentido da fonte luminosa. Conseguiram chegar a uma técnica que lhes permite fornecer uma força "negativa" para agir nas partículas minúsculas.

O aspeto interessante observado pelos estudiosos é que a ocorrência de uma força negativa é muito específica para as propriedades do objeto, tais como tamanho e composição. Isto, por sua vez, permite a classificação óptica dos micro-objetos num dispositivo simples e barato.

Durante a última década, o fracionamento óptico tem sido identificado como uma das mais promissoras aplicações biomédicas de manipulação óptica. Permite, por exemplo, a triagem de macro-moléculas, organelas ou células.

Curiosamente, os cientistas identificaram que, em certas condições, os objetos capturados pelo campo de força do feixe 'trator' rearranjam-se para formar uma estrutura que torna o feixe ainda mais forte.

Para o Dr. Oto Brzobohaty, do ISI, um dos principais pesquisadores do estudo, "Estes métodos abrem novas oportunidades para a fotónica fundamental, bem como para aplicações nas ciências da vida".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG