Cientistas alertam China para risco de derrubar montanha

Cientistas de uma universidade chinesa afirmam que a campanha de demolição de montanhas na China para a expansão de cidades poderá causar extensos problemas ambientais.

Esta semana, investigadores da Universidade de Chang'an revelaram que os planos do Governo de Pequim para remover mais de 700 montanhas para criar 250 quilómetros de terra plana não foi devidamente ponderado.

"Por nunca ter havido um projeto de criação de terra de tão grande dimensão como este no mundo, não existem quaisquer diretrizes", disse o professor Peiyue Li da Universidade de Chang'an. A preocupação dos cientistas deve-se ao facto de ser ou não segura a construção de cidades em terra recém-criada devido ao alto risco de contaminação do ar e da água, a erosão do solo e riscos de inundações.

O plano foi aprovado pelas autoridades regionais em agosto de 2012. Um dos maiores projetos realiza-se em Yan'an, província de Shaanxi, e pretende duplicar a área da cidade. O professor Brian McGlynn da Universidade de Duke, EUA, comenta que "nos EUA e China, estamos a avançar sem grande visão sobre o que o resultado será, especialmente no que se trata de água, hidrologia e implicação da qualidade da mesma".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG