Cientista da sonda Philae pede desculpa por camisa

Matt Taylor, um dos criadores da sonda que aterrou num cometa, desculpou-se em lágrimas por ter aparecido com camisa que tinha mulheres seminuas.

A atualização informativa da missão Rosetta, feita sexta feira pela Agência Espacial Europeia, começou de forma invulgar, com Matt Taylor, um dos cientistas responsáveis pela aterragem da sonda Philae no cometa 67P, a apresentar um comovido pedido de desculpas por ter usado uma camisa de manga curta, cujo padrão consistia em imagens de mulheres seminuas, durante a transmissão em direto das últimas horas da missão.

O mea culpa espontâneo de Matt Taylor surgiu na sequência de uma pergunta da moderadora, sobre a missão e em nada relacionada com a opção de indumentária.

Mas o físico britânico decidiu ir direto ao assunto: "A camisa que usei esta semana...cometi um grande erro e ofendi muitas pessoas, e peço muita desculpa por isso", disse Taylor, que teve de limpar as lágrimas da cara e receber uma palmada amigável nas costas, de um colega, para se recompor.

Só então o cientista respondeu à questão propriamente dita, relacionada com a Philae que - já foi confirmado - conseguiu transmitir toda a informação recolhida no cometa antes de ficar sem bateria.

Apesar do feito inédito alcançado pela equipa da Agência Espacial Europeia (ESA) graças, nomeadamente ao trabalho deste cientista, os internautas não pouparam o episódio da camisa, acusando Taylor de sexismo nas redes sociais.

Agora, depois do emotivo pedido de desculpas, já se assiste à reação oposta - críticas ao tom excessivamente "politicamente correto" das reações indignadas, sobretudo tendo em conta o feito alcançado.

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG