60% dos japoneses é a favor da caça à baleia

Seis em cada dez japoneses apoia o programa de caça à baleia do país, mas apenas 14% admite comer carne de baleia, de acordo com os resultados de uma sondagem revelados hoje.

O inquérito surge menos de um mês depois de o Tribunal Internacional de Justiça ter determinado o cancelamento do programa no Antártico dos baleeiros japoneses, considerando tratar-se de uma atividade comercial disfarçada de missão com fins científicos com vista a contornar a lei internacional.

A sondagem de opinião, realizada no fim de semana pelo jornal liberal Asahi Shimbun, mostra que 60% dos 1.756 inquiridos apoia o programa de "investigação", contra 23% que se manifestaram contra.

Questionados sobre a regularidade com que comem carne de baleia, apenas 4% disse "às vezes", enquanto outros 10% afirmaram fazê-lo "muito raramente".

Cerca de metade dos inquiridos (48%) disse não comer "há muito tempo", enquanto 37% disse nunca ter sequer provado.

Embora não seja difícil de encontrar no Japão, a carne de baleia não é um elemento regular da dieta japonesa.

A sondagem, citada pela Efe, foi levada a cabo um dia depois de o Japão ter dito que vai redesenhar a sua missão de caça à baleia no Antártico, a fim de a tornar "mais científica", e confirmado que pretende prosseguir, porém, com a sua atividade de "investigação" no Pacífico Norte, para onde devem zarpar, no próximo sábado, os baleeiros japoneses, iniciando a campanha anual.

Além deste segundo programa de pesca científica, o Japão continua a capturar, para fins comerciais, espécies mais pequenas de cetáceos, incluindo golfinhos, junto às suas costas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG