Água da Terra veio da cintura de asteróides

Cientitas americanos podem ter esclarecido um dos grandes mistérios, a origem da água terrestre, desacreditando a teoria dominante.

A água da Terra poderá ter origem em meteoritos provenientes da cintura de asteróides, entre Marte e Júpiter. Esta é a conclusão de um estudo publicado na revista Science Express e que contraria a teoria até agora dominante, segundo a qual a água e todos os seus elementos voláteis do nosso planeta (hidrogénio, azoto e carbono, até a matéria orgânica) foram trazidos por cometas e meteoritos primitivos, condritos carbonáceos, com alto teor de carbono e água ou minerais alterados por água.

A investigação de uma equipa americana liderada por Conel Alexander, do Instituto Carnegie, de Washington, baseou-se na observação do rácio do deutério, um isótopo de hidrogénio, na água gelada, permitindo perceber a que distância do Sol se formou determinado objecto. A análise de 85 condritos carbonáceos mostrou que o seu conteúdo em deutério é muito inferior ao dos cometas, pelo que os dois não se formaram na mesma região do sistema solar, como até agora se pensava. Os condritos têm origem numa região muito mais interior do sistema solar, provavelmente na cintura de asteróides.

Segundo explicou o líder da equipa, além de levantar novas questões sobre a origem da água terrestre, esta investigação põe também em causa os atuais modelos sobre a formação do sistema solar. A ideia de que a água existente no planeta veio sobretudo das regiões exteriores fica assim desacreditada.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG