Câmara de Lisboa fecha parques do Monsanto

Autarquia quer reduzir ao mínimo a circulação e acesso ao Parque Florestal do Monsanto e pede aos lisboetas que evitem piqueniques naquele espaço.

A Câmara de Lisboa decidiu encerrar o Parque Recreativo do Alvito, o Parque Recreativo do Alto da Serafina e o Miradouro Panorâmico de Monsanto. O anúncio foi feito em comunicado divulgado ao final da tarde de hoje. De acordo com a autarquia, o encerramento insere-se num "conjunto de medidas preventivas especiais", em resultado ​​​​​​​do despacho do governo que pôs o país em "situação de alerta" até 6 de agosto, face ao aumento das temperaturas e ao agravamento do risco de incêndio.

Além do encerramento daqueles espaços, habitualmente frequentados por um grande número de pessoas, ao fim de semana, o município decidiu também cancelar a "realização de eventos no interior dos espaços em regime florestal", nomeadamente o evento previsto para a Tapada da Ajuda, no próximo domingo - uma sessão de música eletrónica integrada na iniciativa Brunch Electronik.

No comunicado, a câmara diz também pretender reduzir ao mínimo a circulação e acesso ao Parque Florestal de Monsanto. Face ao "risco máximo de incêndio" e por forma a "evitar a concentração de pessoas no interior de espaços em regime florestal como é o Parque Florestal do Monsanto", a autarquia "desaconselha a utilização dos vários equipamentos coletivos particulares ali localizados, assim como a realização de piqueniques e atividades lúdicas".

Ler mais

Exclusivos