Bloco manifesta confiança em Ricardo Robles

Depois dos esclarecimentos do vereador lisboeta, chegou o apoio formal da Comissão Política bloquista. "Legitimidade não sai diminuída"

A Comissão Política do Bloco de Esquerda saiu finalmente em defesa de Ricardo Robbles, esta sexta-feira à noite, reafirmando a sua confiança no vereador bloquista eleito em Lisboa.

Numa breve nota enviada à comunicação social, em cima da meia-noite, o órgão dirigente do BE defende que "a conduta do vereador Ricardo Robles em nada diminui a sua legitimidade na defesa das políticas públicas que tem proposto e continuará a propor", depois do esclarecimento público feito pelo próprio no fim de tarde deste dia.

A nota "sublinha que é falsa a realização de qualquer venda" e defende que "enquanto coproprietário de um imóvel, Ricardo Robles manteve com todos os seus inquilinos uma relação inteiramente correta, assegurando os direitos de todos".

Daí à manifestação de confiança vai uma linha: Robles conta com o apoio da Comissão Política do Bloco de Esquerda. O vereador já tinha dito na conferência de imprensa que fez que tinha prestado todos os esclarecimentos à direção nacional do Bloco sobre o processo.

Exclusivos

Premium

EUA

Elizabeth Warren tem um plano

Donald Trump continua com níveis baixos de aprovação nacional, mas capacidade muito elevada de manter a fidelidade republicana. A oportunidade para travar a reeleição do mais bizarro presidente que a história recente da América revelou existe: entre 55% e 60% dos eleitores garantem que Trump não merece segundo mandato. A chave está em saber se os democratas vão ser capazes de mobilizar para as urnas essa maioria anti-Trump que, para já, é só virtual. Em tempos normais, o centrismo experiente de Joe Biden seria a escolha mais avisada. Mas os EUA não vivem tempos normais. Kennedy apontou para a Lua e alimentava o "sonho americano". Obama oferecia a garantia de que ainda era possível acreditar nisso (yes we can). Elizabeth Warren pode não ter ambições tão inspiradoras - mas tem um plano. E esse plano da senadora corajosa e frontal do Massachusetts pode mesmo ser a maior ameaça a Donald Trump.