Aeroporto do Porto foi eleito o melhor da Europa em 2018

Passageiros responderam a um inquérito sobre o serviço de atendimento, os tempos de espera, a cortesia dos funcionários, a limpeza das instalações e o conforto, entre outras.

O Aeroporto Francisco Sá Carneiro, Maia, Porto foi distinguido como o melhor aeroporto da Europa em 2018 na categoria de cinco a 15 milhões de passageiros, anunciou esta segunda-feira fonte oficial da ANA - Aeroportos de Portugal.

"O Aeroporto Francisco Sá Carneiro foi uma vez mais distinguido pelo Airports Council International (...) conquistando um prémio de grande relevância, o de melhor aeroporto da Europa em 2018, na categoria de cinco a 15 milhões de passageiros", lê-se num comunicado de imprensa enviado hoje à agência Lusa.

O galardão tem por base um estudo da Airport Service Quality Survey (ASQ) que foi realizado aos passageiros tendo em conta "34 indicadores", designadamente os serviços oferecidos pelos aeroportos ao nível do atendimento, tempos de espera, cortesia dos funcionários, limpeza das instalações e conforto.

O estudo é da responsabilidade da Airport Service Quality Survey (ASQ), um programa líder mundial em 'benchmarking' (processo de busca das melhores práticas numa determinada indústria), na Avaliação da Satisfação dos Passageiros - 2018 Airport Service Quality (ASQ) Awards.

O Aeroporto Francisco Sá Carneiro, uma infraestrutura gerida pela ANA/VINCI Airports, conta com "excelentes acessibilidades, ligações diretas a 79 cidades e um serviço exemplar", acrescenta a ANA, referindo que aquela estrutura do Porto já tinha sido eleito em 2017 como o segundo melhor aeroporto da Europa na categoria de mais de dois milhões de passageiros por ano.

"Foi com orgulho que soubemos que uma vez mais fomos escolhidos pelos nossos passageiros como um dos melhores aeroportos da Europa. Este é o nosso 12º prémio nos últimos 13 anos, consolidando o Aeroporto do Porto nos mais elevados níveis de excelência internacionais", lê-se no mesmo comunicado da ANA, que cita Thierry Ligonnière, diretor executivo da ANA Aeroportos de Portugal.

O aeroporto do Porto atingiu, em 2018, os 11.9 milhões passageiros, um crescimento de 10.7% face a 2017.

O diretor do Aeroporto do Porto, Fernando Vieira, acrescenta, por seu turno, que as distinções como a que foi hoje conhecida são o "reconhecimento do trabalho que a equipa do Aeroporto Francisco Sá Carneiro realiza diariamente, junto dos passageiros e de todos os seus parceiros".

"É o resultado do empenho permanente das nossas equipas, e como tal, é um orgulho enorme perceber que conseguimos continuar a crescer mantendo a qualidade que procuramos alcançar."

O Airports Council International (ACI) é a única associação profissional mundial de operadores de aeroportos e representa mais de 646 membros que operam em 1.960 aeroportos em 176 países.

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Dos pobres também reza a história

Já era tempo de a humanidade começar a atuar sem ideias preconcebidas sobre como erradicar a pobreza. A atribuição do Prémio Nobel da Economia esta semana a Esther Duflo, ao seu marido Abhijit Vinaayak Banerjee e a Michael Kremer, pela sua abordagem para reduzir a pobreza global, parece indicar que estamos finalmente nesse caminho. Logo à partida, esta escolha reforça a noção de que a pobreza é mesmo um problema global e que deve ser assumido como tal. Em seguida, ilustra a validade do experimentalismo na abordagem que se quer cada vez mais científica às questões económico-sociais. Por último, pela análise que os laureados têm feito de questões específicas e precisas, temos a demonstração da importância das políticas económico-financeiras orientadas para as pessoas.