"Olá e Adeusinho" estreia a 10 de Abril em Torres Novas

Numa co-produção entre a Culturproject e o Teatro da Cornucópia, Beatriz Batarda encena o texto "Olá e Adeusinho", de Atol Fugard, o autor sul-africano mais reconhecido em todo o mundo.

A peça fala-nos de dois irmãos que adiaram a responsabilidade de serem adultos, ao ponto de perderem a razão da sua existência. Agora, confrontados com a morte do pai, descobrem que não sabem viver um com o outro, com o mundo, nem conseguem construir um futuro.

Ouvimos as histórias de um passado familiar sofrido e a de tantos irmãos que questionam a sua identidade quando se tornam órfãos.

As suas personagens são construídas através de um jogo entre o discurso consciente e o discurso inconsciente, como se se tratasse de um puzzle psicológico e emocional complexo. Quase tudo o que acontece, acontece através do discurso e do pensamento. Talvez seja esta a razão que torna as suas personagens tridimensionais e actuais.

 

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG