Paula Rego e Ai Weiwei no Festival Temps d'Images

A obra de artistas de todo o mundo, como Paula Rego e Ai Weiwei, vai estar em foco, a partir de hoje, no ciclo de cinema do Festival Temps d"Images, numa programação de 36 filmes, que decorrerá em Lisboa.

No âmbito da décima edição do festival, regressa o habitual ciclo de cinema dedicado à arte, até 11 de dezembro, com longas, médias e curtas-metragens provenientes de artistas de 20 países - incluindo 12 filmes portugueses - numa seleção feita pela diretora artística, Rajele Jain.

A organização recebeu 260 obras para visionar, "muitas delas de grande qualidade, mas infelizmente não se podem exibir todas", comentou à agência Lusa Rajele Jain sobre o ciclo, que decorrerá no auditório Aurélio Quintanilha do Museu Nacional de História Natural, em Lisboa.

Entre os filmes que serão exibidos no ciclo estão "Paula Rego" (2011), de Rogério Taveira, com base numa entrevista feita à pintora portuguesa na "Casa das Histórias" da artista, em Cascais.

"Ai Weiwei, Without Fear or Favour" (2010), realizado pelo britânico Matthew Springford sobre o artista chinês mais famoso, polémico e politicamente falado da atualidade, também será exibido no ciclo.

A mostra de cinema sobre arte - de entrada livre - começa hoje, às 19:30, com "In the bed of Surrealism. Augustus Sukuts/Sirrealisma gulta. Sukuts" (2007), do realizador lituano Ilona Bruver, sobre o festival de cinema internacional Arsenals e do seu impacto na cultura e na sociedade da Europa de Leste.

Serão exibidos filmes da Colômbia, Estados Unidos da América, Alemanha, Taiwan, Brasil, Bélgica, Itália, entre outros países, dedicados às artes plásticas, música, arquitetura e filosofia.

"Outras cartas ou o amor inventado"(2011), de Leonor Noivo (Portugal), "Die ameise des kunst (Animals of Art)" (2010), de Peter Sempel (Alemanha), "Rodrigo Andrade e o Preto" (2012), de Gabriel Faccini e Pedro Henrique Risse (Brasil), "Yi Kao Sheng (Arts Examinees)" (2011), de Xu Tang (China), "Krokodyle"(2011), de Stefano Bessoni (Itália), e "Two Tales of Modikhana" (2011), de Gouri Patwardhan (Índia), são outros dos filmes a serem exibidos.

Serão atribuídos prémios para o Melhor Filme sobre Arte (no valor de 2.000 euros), Melhor Filme Português sobre Arte (para um realizador português, no valor de 1.500 euros) e um terceiro prémio para o filme que melhor reflita a importância das artes na sociedade, de forma mais original (no valor de 1.500 euros).

O júri é composto pela realizadora portuguesa Teresa Prata, pelo artista norte-americano John Klima, e pelos estudantes de cursos de arte Diana Guerreiro, António Maria Dente e Rita Caldeira.

No último dia do ciclo, 11 de dezembro, o júri anunciará os vencedores e entregará os prémios.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG