O papel de Portugal durante o Holocausto debatido hoje

A conferência "Portugal e o Holocausto -- Aprender com o Passado, Ensinar para o Futuro" realiza-se a partir de hoje na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, e vai reunir especialistas, académicos e políticos portugueses e internacionais.

"O objetivo desta conferência é contribuir para o aumento do conhecimento académico e promover a compreensão do Holocausto e do papel de Portugal durante esse período da História, bem como apoiar o ensino do Holocausto em Portugal", refere a organização da conferência que se prolonga até terça-feira.

Entre os oradores destacam-se o ex-Presidente da República Jorge Sampaio, os embaixadores dos Estados Unidos, Alan Kats, da Alemanha, Helmut Elfenkamper, e de Israel, Ehud Golde; o representante do Holocaust Memorial Museum dos Estados Unidos, Peggy Frankston, o ministro da Educação, Nuno Crato; a historiadora Irene Pimentel, o autor do livro "Portugal, Salazar, and the Jews", Avraham Milgram, e os jornalistas Clara Ferreira Alves e José Pedro Castanheira.

Hoje, é ainda inaugurada na Fundação Gulbenkian a exposição "Os Refugiados do Holocausto e Portugal" e ao final da tarde terá lugar a sessão Música e Memória do Holocausto pela Escola de Música de Nossa Senhora do Cabo e a projeção do documentário "Testemunhos", de Esther Mucznik, da Fundação Memoshoá/Portugal.

As conferências são organizadas pela Embaixada dos Estados Unidos em Portugal, pela Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento e pela Fundação Calouste Gulbenkian.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG