Recém-formados em "Concerto dos Licenciados"

A Associação de Música Educação e Cultura (AMEC), que tutela a Orquestra Metropolitana, realiza sexta-feira, pela primeira vez, um "Concerto dos Licenciados", no qual distinguirá os recém-formados em Música pela Academia Nacional Superior de Orquestra (ANSO), foi hoje divulgado pela instituição.

A AMEC, além da Orquestra Metropolitana de Lisboa, integra na sua estrutura a ANSO e ainda o Conservatório de Música da Metropolitana e a Escola Profissional Metropolitana.

Numa entrevista à Lusa, António Mega Ferreira, da direção da AMEC, sublinhou a importância do ensino da música no seio da instituição e sublinhou que pretendia tornar "mais visível" esta faceta da associação, reconhecendo que "a Orquestra Metropolitana é o cartão de visita".

O concerto pelo Ensemble de Finalistas, dirigido pelo maestro Diogo Costa, realiza-se na sexta-feira, às 21:00, no Auditório da Universidade Nova de Lisboa, em Campolide, com entrada gratuita, e o programa é constituído por "Idílio de Siegfried", de Richard Wagner, e "Appalachian Springs", de Aaron Copland.

Segundo dados divulgados pela AMEC, dos 86 alunos inscritos na ANSO no ano letivo 2013/2014, 23 saíram já licenciados: um em Direção de Orquestra, precisamente Diogo Costa, 21 em Instrumento de Orquestra e um em Piano para Música de Câmara e Acompanhamento.

"Três alunos aguardam a prestação de provas finais para conclusão das respetivas licenciaturas", segundo a mesma fonte.

A ANSO justifica este concerto pela vontade de "distinguir os recém-formados, procedendo à entrega dos respetivos certificados de habilitações", e "reforçar, pela criação de uma ocasião festiva de consagração pública dos que agora completam o seu ciclo de estudos superiores e também de acolhimento aos que o iniciam, os traços de identidade da instituição a que pertencem".

A AMEC realça que, ao longo de 20 anos de atividade, a ANSO habilitou "mais e 350 profissionais de música", concedendo-lhes licenciaturas em várias áreas de orquestra, como a Direção, Instrumentista, Pianista para Música de Câmara e Acompanhamento.

"Sem exagero, pode dizer-se que esta contribuição para a elevação do nível da prática musical em Portugal é das mais relevantes e ajudou a mudar o panorama profissional dos músicos portugueses, habilitando-os com uma formação superior de elevado grau de exigência", afirma em comunicado a AMEC.

A associação sublinha que "a altíssima taxa de empregabilidade dos recém-licenciados pela ANSO - mais de 95% a dois anos - testemunha o acerto das escolhas e a qualidade do ensino aqui ministrado".

O Ensemble de Finalistas da ANSO é constituído por recém-licenciados, finalistas e também ex-alunos da escola.

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.