"Reserva de Fumo" é "crítica social fortíssima"

Uma "crítica social fortíssima de ataque aos fundamentalismos das sociedades de hoje" é como Nuno Gomes dos Santos define o seu novo livro "Reserva de Fumo", que será lançado dia 03 de Dezembro, em Lisboa.

"Este livro é, na sua base, uma ficção e uma crítica social fortíssima aos vários fundamentalismos, quer sejam rácicos, religiosos, políticos, sexuais ou antitabágicos, e às guerras decorrentes destes que pautam as sociedades de hoje e nos espartilham um bocado a todos", disse o autor à agência Lusa.

A acção de "Reserva de Fumo", uma ficção e uma fábula com o subtítulo ´Smoke Gets in Your Eyes`, gira em torno de um país fictício, os Estados Federais, que estão a proibir o fumo e que acabam por se tornar num "país-ilha rodeado de reservas em constantes e sucessivas tentativas de diálogo", acrescentou.

Nas palavras de Nuno Gomes dos Santos - que se assume um ex-fumador inveterado e actual fumador apaixonado -, aquela proibição nos Estados Federais acaba por baralhar os índios que lá vivem. Porque deixam de saber como comunicar, uma vez que são impedidos de fazer sinais de fumo e de fumar o cachimbo da paz, argumenta.

 "Este fundamentalismo acaba por fazer com que os Estados Federais - país em que qualquer semelhança com a realidade não é pura coincidência - promovam uma guerra que tem como consequência o envio dos índios para uma reserva de fumo", sublinha.

Incorporações de personagens da Banda Desenhada, como o Lucky Luke, o seu cavalo Jolly Jumper, e os irmãos Dalton, e "figuras conhecidas, desconhecidas ou alguns figurões produzidos pelos Estados Federais" são, segundo o autor, entidades que atravessam a narrativa.

O livro é editado pela Associação Cultural Manuel da Fonseca, com o apoio do Fundo Cultural da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA). A obra será apresentada no auditório maestro Frederico de Freitas, da SPA, pelo jornalista Viriato Teles, após o que Samuel interpretará temas do seu repertório.

"Reserva de Fumo" é o nono livro de Nuno Gomes dos Santos, nascido em Lisboa em Janeiro de 1947. Ex-jornalista, compositor, letrista e intérprete, Nuno Gomes dos Santos é actualmente técnico de informação da Câmara Municipal de Almada, onde ingressou em finais da década de 1980.

No dia 05 de Dezembro, José Jorge Letria apresentará o livro no Fórum Municipal Romeu Correia, Almada, numa sessão que terá também a intervenção do cantor Samuel.

Ler mais

Exclusivos