Cassiano Branco, arquitecto de Art Déco e mau génio

PERFIL Cassiano Branco, o autor do Hotel Britania, assinou projectos como o Éden Teatro e o Cinema Império em Lisboa, o Portugal dos Pequenitos, em Coimbra, ou o Coliseu do Porto, assim como numerosos prédios de habitação, cafés, uma estação de comboios em Benguela, Angola, várias barragens e hotéis como o Grande Hotel de Luso e o Britania, então Hotel do Império. Viveu entre 1897 e 1970 e o período mais produtivo da sua carreira foram os anos 30 e 40, quando viu erigida grande parte das suas obras.

Era um arquitecto modernista, muito marcado pelo estilo Art Déco, e o seu mau génio era conhecido de todos. Por vezes abandonava os projectos por causa de desentendimentos com os proprietários dos imóveis, como aconteceu no Éden Teatro, e no Hotel do Império, que inicialmente tinha sido projectado para ser um aparthotel, "uma coisa moderníssima na altura", conta Ana Alves de Sousa.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

"Petróleo, não!" Nesta semana já estivemos perto

1. Uma coisa é termos uma vaga ideia de quão estupidamente dependemos dos combustíveis fósseis. Outra, vivê-la em concreto. Obrigado aos grevistas. A memória perdida sobre o "petróleo" voltou. Ficou a nu que temos de fugir dos senhores feudais do Médio Oriente, das oligopolísticas, campanhas energéticas com preços afinados ao milésimo de euro e, finalmente, deste tipo de sindicatos e associações patronais com um poder absolutamente desproporcionado.