Ana Moura atua nos coliseus de Lisboa e Porto

A fadista Ana Moura apresenta o mais recente álbum, "Desfado", na quinta e sexta-feira próximas no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, e no sábado, no Coliseu do Porto.

"Desfado", editado em novembro passado, "será o alinhamento dos concertos, mas com passagens por temas dos outros álbuns, como 'Búzios' ou 'Leva-me aos Fados'", disse Ana Moura à Lusa.

O Coliseu dos Recreios esgotou o espetáculo de quinta-feira tendo obrigado Ana Moura a agendar uma segunda data, sexta-feira, cuja "sala está também praticamente lotada".

"Fico muito grata e reconhecida, pois vivemos uma altura complicada, em que todos enfrentamos dificuldades financeiras", disse a intérprete de "Anel de prata".

"Ao fim de três semanas 'Desfado' era já disco de platina o que me deixou muito contente e as pessoas conhecem os temas e cantam nos espetáculos", contou.

"Desfado", "Amor afoito" e "Fado alado", são alguns dos temas do novo disco mais apreciados pelo público, segundo a fadista.

Nestes três espetáculos, a criadora de "Com a cabeça nas nuvens" é acompanhada por Ângelo Freire, na guitarra portuguesa, Pedro Soares, na viola de fado, André Moreira, no baixo e contrabaixo, João Gomes, nos teclados e Mário Costa, na bateria e percussões.

O mesmo quinteto com o qual se deslocará a partir do final do mês ao Centro e Norte da Europa para uma série de espetáculos que inclui passagens por Genebra, Zurique, Hamburgo, Munique, Berlim e Paris.

A fadista reconheceu que a sua "agenda está cheia" e logo a seguir ao concerto no Coliseu do Porto, no sábado, parte para Espanha "para fazer a promoção do disco em Madrid e Barcelona, antes de seguir para Genebra" onde atua no dia 31 de janeiro no Victoria Hall.

Já agendada está também uma digressão de um mês e meio aos Estados Unidos e Canadá, a iniciar no dia 28 de fevereiro em São Francisco, na Califórnia. Nesta cidade norte-americana a criadora de "Porque teimas nesta dor" atua dois dias no Herbst Theatre, no âmbito do Festival de Jazz.

Desde 2003, Ana Moura editou quatro álbuns e um disco ao vivo, mas, ao longo destes anos, participou em vários espetáculos e projetos de outras áreas musicais, como aconteceu com os Rolling Stones, Prince ou Caetano Veloso.

Em 2008 recebeu o Prémio Amália Rodrigues para a Melhor Intérprete. No ano passado, Ana Moura foi uma das cabeças-de-cartaz do festival de Jazz de Montreal, e gravou um documentário para o canal televisivo de música Mezzo.

Entre os êxitos de Ana Moura, estão fados como "Búzios", "Fado da Procura", "Fado das Mágoas", "Leva-me aos Fados", "Porque teimas nesta dor" e "Caso arrumado".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG