Patrocínio da EDP a seminário de Manuel Pinho dá polémica

PSD quer esclarecimentos sobre patrocínios "generosos" da EDP a seminário de Pinho. Empresa nega valores

O PSD quer saber se é tradição na EDP patrocinar entidades do ensino superior, quais apoiou nos últimos anos e os montantes envolvidos, perguntas que serão dirigidas ao Governo e entregues segunda-feira no Parlamento.

Segundo disse à Lusa o deputado social-democrata Luís Campos Ferreira, as perguntas serão dirigidas aos ministérios da Economia e das Finanças, uma vez que a EDP tem uma participação de 20% da Parpública e de 5,7% da Caixa Geral de Depósitos (CGD).

Estas questões surgem na sequência da divulgação do donativo de três milhões de euros que a EDP terá concedido à Universidade de Columbia e que inclui o patrocínio ao seminário do ex-ministro da Economia Manuel Pinho.

De acordo com Luís Campos Ferreira, o PSD vai ainda questionar tanto o Ministério da Economia como o das Finanças sobre se, caso seja tradição na EDP atribuir tais donativos, "englobava a condição de indicar um professor que leccionasse um seminário ou uma cadeira". "Num tempo em que o Governo está a pedir tantos sacrifícios aos portugueses, é para o PSD fundamental saber onde as empresas que têm forte participação do Estado, e por isso dos contribuintes, estão a gastar esse dinheiro", afirmou Campos Ferreira.

Ontem, ao início da noite, a empresa deixou uma resposta ao PSD - e ao Correio da Manhã, que ontem retomou uma notícia do Jornal de Negócios. A EDP esclareceu que o valor avançado de três milhões para o apoio ao seminário do ex-ministro é "mais de o dobro daquele que totaliza o protocolado com todas as 52 universidades" apoiadas pela eléctrica portuguesa.

"No âmbito da sua Estratégia Global, a EDP tem feito um esforço de aproximação com Universidades/Instituições de Ensino nos principais mercados onde opera (Portugal, Espanha, Brasil, Reino Unido e Alemanha), tendo actualmente Acordos/Protocolos com 52 Universidades/Instituições de Ensino", refere a instituição. "No caso da Universidade de Columbia, encontra-se no quarto principal mercado onde a EDP opera, sendo, nesse mercado, o terceiro maior player [operador] nas renováveis", acrescenta.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.

Premium

Opinião

Angola, o renascimento de uma nação

A guerra do Kosovo foi das raras seguras para os jornalistas. Os do poder, os kosovares sérvios, não queriam acirrar ainda mais a má vontade insana que a outra Europa e a América tinham contra eles, e os rebeldes, os kosovares muçulmanos, viam nas notícias internacionais o seu abono de família. Um dia, 1998, 1999, não sei ao certo, eu e o fotógrafo Luís Vasconcelos íamos de carro por um vale ladeado, à direita, por colinas - de Mitrovica para Pec, perto da fronteira com o Montenegro. E foi então que vi a esteira de sucessivos fumos, adiantados a nós, numa estrada paralela que parecia haver nas colinas.