Madoff: Esposa sente-se "traída como toda a gente"

A esposa de Bernard Madoff, condenado a 150 anos de prisão, terminou hoje o silêncio relativo às fraudes do marido, afirmando que se sente "traída como toda a gente."

"Estou envergonhada. Como todo o mundo, sinto-me traída e confusa", afirmou Rute Madoff, 68 anos, em comunicado hoje emitido minutos depois de o juiz federal Denny Chin ter condenado o marido a 150 anos de prisão, a pena máxima pelos 11 crimes de que Bernard Madoff estava acusado.

Rute Madoff, que disse ter decidido falar antes dos que a acusavam de "indiferença e falta de compaixão" perante as vítimas das fraudes do marido, explicou que "o homem que cometeu este crime terrível não é o homem que tinha conhecido durante todos estes anos."

"O meu marido era aquele que respeitávamos e a quem confiávamos as nossas vidas e os nossos bens mas também existe outro homem, aquele que nos atordoou com a sua confissão e que é responsável pela terrível situação que tantas pessoas enfrentam agora", afirmou.

A esposa do burlão afirmou que, assim que soube das fraudes que o seu marido tinha cometido, percebeu que a sua vida "com o homem que tinha conhecido durante 50 anos tinha acabado."

Rute Madoff recordou ainda que muitos dos clientes do marido eram"amigos íntimos e familiares."

Ler mais

Exclusivos