Aprovada a fusão entre British Airways e Iberia

A Comissão Europeia (CE) abriu hoje caminho à fusão das companhias aéreas Britsh Airways e Iberia, considerando que a operação, que dará origem à terceira maior empresa europeia e uma das cinco maiores do mundo, não cria problemas concorrenciais.

Embora as actividades das companhias britânica e espanhola se sobreponham nalgumas áreas, a CE considera que terão de fazer frente a uma concorrência suficientemente forte do sector.

A empresa resultante, a terceira maior a nível europeu, atrás da Lufthansa e da Air France-KLM, terá uma frota com mais de 420 aviões e destinos para mais de 100 países.

A Iberia e a BA esperam poupar cerca de 400 milhões de euros por ano, a partir do quinto ano de funcionamento da nova linha aérea.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.