Helena André: "Ainda há um longo caminho a percorrer no combate à pobreza"

A ministra do Trabalho e da Solidariedade Social reconheceu hoje que "ainda há um longo caminho a percorrer" no combate à pobreza, embora sublinhe os feitos já conseguidos pelo Governo na redução dos níveis de desigualdade salarial.

Num comentário ao estudo sobre as necessidades em Portugal, que revela hoje que um quinto da população portuguesa vive abaixo do limiar da pobreza e tem dificuldades para pagar as contas, Helena André frisou que "Portugal tem conseguido, nos últimos anos, reduzir os níveis de pobreza e de desigualdade salarial".

Contudo, diz, "temos todos consciência de que ainda há um longo caminho a percorrer e que um dos aspectos que contribui para essa questão tem que ver com aquilo que chamamos os trabalhadores pobres".

Para Helena André, os trabalhadores pobres e os salários baixos são matérias que preocupam "permanentemente" o Governo e os parceiros sociais, tratando-se de assuntos que "estão em discussão em cima da mesa".

De acordo com o estudo "Necessidades em Portugal: tradição e tendências emergentes", um quinto dos portugueses vive abaixo do limiar da pobreza e enfrenta dificuldades para pagar as contas.

Apesar de mais de metade dos portugueses viverem com menos de 900 euros por mês, a maioria considera-se feliz.

O estudo, coordenado pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE), será hoje apresentado na Fundação Gulbenkian.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG