Autores

Médicos e hospitais queriam plano Marshall. Veem projeto sem metas

O plano para o outono-inverno do Serviço Nacional de Saúde, apresentado nesta segunda-feira, é "insuficiente". Na teoria, as intenções são boas, dizem o bastonário da Ordem dos Médicos e o presidente dos Administradores Hospitalares. Na prática, faltam explicações sobre como vai ser executado e, em muitos casos, é uma repetição da resposta anterior. Apesar disto, o reforço da capacidade de testagem, hospitais de retaguarda para doentes sociais, mapas epidemiológicos e recomendação sobre uso de máscaras em ruas movimentadas são medidas bem-vindas.

Palácio de Seteais. Como uma pandemia muda um hotel

Sem grandes planos, aqui vieram parar alguns dos portugueses que se fizeram às estradas nacionais neste verão. Não era costume ouvir-se tanto a língua materna pelos corredores e jardins históricos do hotel Tivoli no Palácio de Seteais, em Sintra. Há três meses de portas abertas, depois do estado de emergência, o palácio do século XVIII está a reinventar-se e a virar-se para dentro. O distanciamento físico está mais do que garantido, uma vez que espaço não falta, mas do check-in ou ao check-out, muito se faz agora de forma diferente.