Autores

Uma centena de polícias lembram que são humanos e não robôs

Durante a tarde, sete sindicatos da PSP e da Associação Profissional dos Guardas juntaram-se no Terreiro do Paço para se fazerem ouvir em frente ao ministério de Mário Centeno. Traziam uma carta para entregar ao ministro das Finanças, onde exigem respeito, mas tiveram de a deixar à porta com os assessores. Mais um motivo de desilusão, dizem. A plataforma de sindicatos irá reunir em breve para decidir novas medidas de luta se não houver feedback do governo.