Autores

A arte de tirar cortiça do tio Zé

Quando se passa pelas estradas do Alentejo, é cenário comum o daquelas árvores de tronco avermelhado em contraste com os ramos escuros e rugosos. São sobreiros aos quais acabaram de tirar a cortiça. Tirar. Porque a cortiça não se recolhe nem se apanha, tira-se. De nove em nove anos, os homens sobem ao sobreiro e com o seu machado, a sua arte e o seu amor tiram a cortiça, um material usado nas rolhas das garrafas de todo o mundo e de que Portugal é o maior produtor.

Quando a América primeiro acabou na Grande Depressão

Foi uma América acabada de sair da I Guerra Mundial a que entrou nos Loucos Anos 20. Década de aventura e extravagância, época de ouro do jazz e da rádio, nestes anos os EUA viram a economia disparar, com a produção de massa. Cresceu tanto que achou que se bastava a si própria. Numa década de presidentes republicanos, limitou a imigração e proibiu o álcool e o jogo. Em resposta, o crime organizado cresceu. E os anos 20 não chegariam ao fim sem a América viver a pior crise financeira de sempre.