Autores

A onda gigante que se esfumou em bruma

O ar quente da tarde encheu-se de uma súbita inquietação, que rapidamente se transformou em burburinho e, depois, em desassossego. De repente, os milhares de banhistas que até então se espreguiçavam pela areia ou mergulhavam sem pressas no mar tranquilo de Altura, no sotavento algarvio, estavam de pé na praia, falando à toa, interrogando-se. "Qual onda?", "mas onde?". Num movimento coletivo, de coreografia espontânea, todos se voltavam para o horizonte, mão em pala sobre os olhos, para enxergar melhor. E lá estava, sim senhor, qualquer coisa que se estendia a toda a largura do mar, uma pequena mancha mais escura logo acima da linha de água, uma espécie de bruma... Seria uma onda gigante a aproximar-se?