Wine Project. Como fica a nossa cara "3 taças depois"?

O fotógrafo Marcos Alberti explica que esta "experiência etílica" surgiu de uma brincadeira

"Tem uma frase que diz, a primeira taça é da comida, a segunda é do amor e a terceira é confusão. Queria ver se isso era verdade". As palavras são do fotógrafo brasileiro Marcos Alberti, que juntou amigos, fotografia, vinho e boa conversa num único projeto: "Wine Project: 3 taças depois" mostra as caras de amigos do artista depois de um, dois... três copos de vinho.

As imagens podem ser vistas no site do fotógrafo e falam por si. A primeira era sempre tirada quando os convidados chegavam no estúdio, "com o objetivo de retratar o stress do trânsito ou o cansaço de um dia cheio", explica o fotógrafo na sua página. Depois começava a conversa, acompanhada de um copo de vinho e "ao fim de cada taça, um novo clique" - quase sempre com muitos sorrisos, como se pode ver nas imagens, e "muitas histórias", diz o artista.

O paulista Marcos Alberti explica que esta "experiência etílica" surgiu de uma brincadeira e que nunca perde o bom humor. O fotógrafo trabalha muito em publicidade, mas em 2010 participou na Bienal Internacional de Arte de Roma.

Exclusivos

Premium

Vida e Futuro

Formar médicos no privado? Nem a Católica passa no exame

Abertura de um novo curso de Medicina numa instituição superior privada volta a ser chumbada, mantendo o ensino restrito a sete universidades públicas que neste ano abriram 1441 vagas. O país está a formar médicos suficientes ou o número tem de aumentar? Ordem diz que não há falta de médicos, governo sustenta que "há necessidade de formação de um maior número" de profissionais.