Um duelo de titãs

"Borg vs. McEnroe", de Janus Metz

Eis uma rivalidade que marcou o final da década de 1970 e início da seguinte: de um lado, Björn Borg, sueco e fleumático, do outro, John McEnroe, norte-americano e impetuoso. Assim tão distintos?

O filme de Janus Metz faz do encontro icónico que foi a final do torneio de Ténis de Wimbledon, em 1980 - onde Borg tinha a pressão de alcançar a quinta vitória - um motivo para olhar o que, afinal, aproximava os dois tenistas.

Como que fazendo um estudo de personalidades, nos dias que antecederam essa final, o realizador dinamarquês labora uma visão introspetiva que desmonta a teoria mediática, e aceite, de que eles seriam os extremos opostos.

Os atores Sverrir Gudnason e Shia LaBeouf respondem dignamente à chamada, levando-nos às águas profundas de cada personagem, às suas memórias e tormentos. Um retrato de cinema que vence fora de campo.

Classificação: *** (Bom)

Exclusivos