"Turbulência" em estreia absoluta no Teatro Camões

O espetáculo de dança "Turbulência", uma co-produção da Companhia Nacional de Bailado e da Vo'Arte, estreia-se amanhã, no Teatro Camões, em Lisboa, abrindo a programação do InShadow Festival Internacional de Vídeo-dança, 'performance' e tecnologias.

A nova criação estará no palco do Teatro Camões, de 10 a 13 de novembro, com direção e coreografia de António Cabrita, Henriett Ventura, São Castro e Xavier Carmo.

Depois da experiência de Tábua Rasa, em 2015, a Companhia Nacional de Bailado volta a colaborar com a Vo'Arte, apresentando uma peça que os criadores definem como "a temporária desestabilização de um padrão, na inquietude do corpo e no desassossego do pensamento".

Com imagem e vídeo de Pedro Senna Nunes, figurinos de José António Tenente e desenho de luz de Nuno Meira, a música é de Steve Roden, Jana Winderen, Jason Kahn, Machinefabriek e Piiptsjilling Música.

A interpretação de Turbulência é de Catarina Grilo, Irina Oliveira, Ricardo Limão, Henriett Ventura, Xavier Carmo e São Castro e António Cabrita.

Com sede em Lisboa, a Associação Vo'Arte é a organizadora do festival InShadow, dedicado sobretudo à vídeo dança, mas tem vindo também a explorar a intersecção da dança com as novas tecnologias.

O ensaio geral solidário está previsto para hoje, às 21.00, no Teatro Camões, revertendo a favor da ACSM - Associação para as Crianças de Santa Maria, Gambozinos, A Farpa - Associação de Familiares e Amigos do Doente Psicótico, e P1A - Plantar uma Árvore - Associação.

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.