'O Fantasma da Ópera' está há 25 anos na Broadway

(COM VÍDEOS) O musical 'O Fantasma da Ópera' atinge hoje uma marca histórica: é o primeiro espetáculo a celebrar os 25 anos em cena na Broadway.

O musical baseia-se no romance de Gaston Leroux e conta a história de uma figura mascarada, o Fantasma, que habita as catacumbas do Teatro de Ópera de Paris, assustando todos os que lá trabalham. No entanto, o Fantasma apaixona-se por uma jovem soprano, Christine, e usa todos os seus poderes para a transformar numa estrela.

Com música de Andrew Lloyd Webber, letras de Charles Hart e Richard Stiloge e encenação de Harold Prince, o espetáculo estreou em Nova Iorque a 26 de janeiro de 1988, dois anos depois da estreia londrina no West End, e desde então que se encontra no Majestic Theatre.

É o espetáculo com a carreira mais longa da Broadway e também com mais sessões, 10 400, batendo 'Cats' que terminou a carreira em 2000 após 18 anos em cena. Na Broadway, 'O Fantasma da Ópera' já foi visto por 15 milhões de espetadores - nas suas várias produções, em todo o mundo, terão sido cerca de 130 milhões de pessoas a sentar-se num teatro para se comoverem com esta improvável história de amor e com as belas canções de Lloyd Webber.

Veja a atuação Michael Crawford e Sarah Brightman na cerimónia de entrega dos prémios Tony, em 1988, interpretando duas das canções mais conhecidas do musical:

Nessa primeira noite, Michael Crawford interpretava a personagem do Fantasma. A inocente Christine era interpretada por uma então jovem soprano, Sarah Brightman.

O sucesso foi imediato. E as polémicas também. Desde a escolha da atriz protagonista, pois Brightman era ainda uma desconhecida na Broadway mas era casada com Lloyd Webber, até ao facto de a produção usar gravações em alguns momentos. Nesse ano, 'O Fantasma da Ópera' ganhou oito prémios Tony, incluindo os de Melhor Musical, Ator e Encenador.

Howard McGillian, o ator que mais vezes interpretou o Fantasma (em 2 544 sessões), recorda que só para a maquilhagem da personagem precisava de 90 minutos. Some-se a isto o tempo do atuação e a limpeza da caracterização: para cada apresentação, o ator precisava de cinco horas de trabalho. "Eu era um nadador de longas distâncias na escola, talvez isso me tenha dado alguma resistência", comentou numa entrevista ao Newsday.

Veja o anúncio do espetáculo com a carreira mais longa da Broadway:

A sessão desta noite é apenas para convidados e será seguida de uma festa. O papel de Christine será interpretado por Sierra Boggees, que se juntou ao elenco este mês, depois de ter representado na produção londrina do espetáculo. Já o Fantasma estará a cargo de Hugh Panaro, enquanto Kyle Barisich interpreta Raoul.

Exclusivos

Premium

Líderes europeus

As divisões da Europa 30 anos após o fim da Cortina de Ferro

Angela Merkel reuniu-se com Viktor Orbán, Emmanuel Macron com Vladimir Putin. Nos próximos dias, um e outro receberão Boris Johnson. E Matteo Salvini tenta assalto ao poder, enquanto alimenta a crise do navio da ONG Open Arms, com 107 migrantes a bordo, com a Espanha de Pedro Sánchez. No meio disto tudo prepara-se a cimeira do G7 em Biarritz. E assinala-se os 30 anos do princípio do fim da Cortina de Ferro.