Atriz Rosa da Silva é Anne Frank em Amesterdão

Rosa da Silva, de 27, filha de um português e de uma holandesa, é Anne Frank na peça 'Anne', que se estreou esta semana no Theater Amsterdam.

Escrita por Leon de Winter e Jessica Durlacher, filhos de sobreviventes do Holocausto, a peça Anne baseia-se no Diário de Anne Frank para contar o dia a dia da jovem que durante dois anos viveu fechada num anexo em Amesterdão, escondida dos nazis. Anne Frank e a família acabaram por ser descobertos em 1944 e enviados para os campos de concentração. Anne Frank morreu aos 15 anos, no campo de Bergen-Belsen, em março de 1945.

O rei William-Alexander assistiu à estreia do espetáculo está em cena no novo Theater Amsterdam. O palco giratório permite mostrar os vários espaços - a casa onde antes vivia a família, os escritório do pai, as várias divisões do anexo secreto onde depois se esconde a família judia. Além disso, também há projeções de excertos do diário e de imagens reais da época, numa encenação que os críticos holandeses definiram como "detalhada" e "cinematográfica". São 22 os atores em cena e a protagonista é a atriz lusodescentente Rosa da Silva.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Legalização do lobbying

No dia 7 de junho foi aprovada, na Assembleia da República, a legalização do lobbying. Esta regulamentação possibilitará a participação dos cidadãos e das empresas nos processos de formação das decisões públicas, algo fundamental num Estado de direito democrático. Além dos efeitos práticos que terá o controlo desta atividade, a aprovação desta lei traz uma mensagem muito importante para a sociedade: a de que também a classe política está empenhada em aumentar a transparência e em restaurar a confiança dos cidadãos no poder político.