A Comuna estreia produção renovada sobre Camões

A companhia de teatro A Comuna estreia na quarta-feira, em S. João da Madeira, o espetáculo "De Camões aos nossos dias" que aborda os poetas homenageados na campanha "Poesia à Mesa" e contrapõe "Os Lusíadas" à obra de Valter Hugo Mãe.

Em causa está um recital musicado que, embora baseado no conceito de "A palavra dos poetas", que a Comuna já tem em cena há 12 anos, foi agora adaptado ao programa de eventos com que a autarquia de S. João da Madeira assinala o Dia Mundial da Poesia - este ano dedicado aos poetas Camões, Malangatana, Matilde Rosa Araújo, Pedro Tamen, Yvette Centeno e Valter Hugo Mãe.

O ator Carlos Paulo seleciona os versos que passam pelo palco e explica que a "sessão especial" a apresentar na quarta-feira, nos Paços da Cultura, "irá sobretudo debruçar-se sobre a poesia de Camões e Valter Hugo Mãe".

"Durante 50 minutos, iremos fazer uma viagem ao mundo do maior poeta português, Luís de Camões, e ligá-lo à criação de um dos mais jovens e admirados criadores de hoje, Valter Hugo Mãe", declara Carlos Paulo.

Para o ator, "devido à riqueza e variedade das suas obras", preferiu-se "condensar o espetáculo em duas vozes da criação poética, tentando evitar a dispersão que é inimiga do conhecimento e da fruição da palavra".

Rosário Silva é a produtora do espetáculo e, adiantando que em palco estará também a atriz Mia Sarr e o músico Hugo Franco, recorda que "A palavra dos poetas" está em cena há 12 anos, complementando as suas exibições semanais na Comuna com uma itinerância de âmbito nacional e internacional, inclusivamente a convite da Presidência da República, no mandato de Jorge Sampaio.

Apesar disso, a produtora garante que, antes de criado o recital para S. João da Madeira, "nunca se tinha trabalhado antes Camões e Valter Hugo Mãe, pelo que é a primeira vez que Carlos Paulo vai tratar esses poetas".

A edição de 2012 da campanha Poesia à Mesa decorre de sexta-feira a 24 de março, em vários locais de S. João da Madeira. Além do espetáculo da Comuna, o programa do evento inclui recitais com Simone de Oliveira e Nuno Feist, uma peregrinação pelo centro da cidade com Ricardo Carriço e artistas de várias coletividades locais e ainda poesia ao vivo em vários estabelecimentos de restauração, durante o período de almoço de quarta-feira - quando se assinala o Dia Mundial da Poesia.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG