Taça que custou três dólares é vendida por 2,23 milhões

Uma taça chinesa que tinha sido comprada numa venda de garagem em 2007 por três dólares (2,32 euros), foi vendida num leilão da Sotheby's em Nova Iorque por 2,23 milhões (1,73 milhões de euros).

O que parecia uma simples taça branca era afinal uma taça Ding, datada da dinastia Song, que reinou na China entre 960 e 1276. A única outra conhecida, com a mesma forma e tamanho (13,4 centímetros de diâmetro), pertence há mais de 60 anos à coleção do Museu Britânico de Londres.

O dono inicial da taça tinha-a exposta na sua sala de jantar, sem saber que tinha comprado uma peça rara numa venda de garagem. Até que um dia resolveu contactar especialistas em peças chinesas.

A casa de leilões Sotheby's tinha estimado que a taça seria vendida por 200 mil a 300 mil dólares. Mas quatro compradores disputaram a peça rara, que acabou nas mãos do 'marchand' Giuseppe Eskenazi, de Londres.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG