Smashed ou a leve gravidade das maçãs malabares

Os malabaristas da Gandini Juggling retratam o lado tragicómico da vida com a perícia que lança ao ar o fruto da "perda da inocência e descoberta da gravidade".

Smashed abre com uma parada de nove malabaristas bailarinos que, sorridentes e em andamento, nos cumprimentam com o traquejo do ofício que troca maçãs no ar apenas com a mão direita (a esquerda está poisada na cintura). Mas não nos deixemos enganar e escutemos os prenúncios do que se avizinha. A canção ligeira que os acompanha é I"ve Always Wanted to Dance in Berlin, de Little Jack Little, parte do cancioneiro americano da II Guerra Mundial.

Sean Gandini tem a voz de um mestre de cerimónias circense. Todavia, quase sussurada. "Ainda que o malabarismo possa ser muito divertido e alegre, acho que talvez, no fundo, esta seja uma peça triste. Talvez no início pareça que estamos a assistir a algo mais leve. Mas ainda que se torne mais negro, acho que o faz de uma maneira humorística. Então, se tudo correr bem, acho que não é um espetáculo opressivo."

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG