Programa 2014 com "grande escassez de meios financeiros"

A programação do Centro Cultural de Belém (Lisboa) para 2014 irá ressentir-se de "uma grande escassez de meios financeiros", mas foi feita a pensar em vários tipos de público, afirmou hoje o presidente do conselho de administração do CCB, Vasco Graça Moura.

Na apresentação da temporada de 2014 do CCB, Vasco Graça Moura lamentou a conjuntura de falta de financiamento, "que se reflete naquilo que foi programado", antecipando, ainda assim, uma "ocupação de espaço e uma variedade de oferta cultural que não desmerecem daquelas que têm tido lugar em anos anteriores".

Com 1,4 milhões de euros previstos para a programação de espetáculos (valor idêntico ao deste ano), Vasco Graça Moura referiu ainda que a administração está "a fazer um esforço de maior agressividade para que seja minimizado o prejuízo" resultante da redução de receitas próprias, por via do contributo direto do Estado, receita de bilheteira e do aluguer de espaços.

Dalila Rodrigues, vogal da administração, referiu que o CCB irá avançar com um estudo para perceber melhor o perfil do espetador do centro cultural, sabendo desde já que a "programação é muito abrangente e para todos os públicos".

A administração do CCB reconheceu que precisa de mais apoio mecenático, a quem possa recorrer "em momentos de necessidade", mas admitiu que "2013 correu melhor do que aquilo que se esperava".

A próxima programação inclui iniciativas que são praticamente de continuidade, com a renovação da temporada de orquestras, o acolhimento de agrupamentos dedicados em particular à música barroca, assim como de escolas de música da região de Lisboa, explicou Miguel Leal Coelho, também vogal da administração do CCB.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG