Presidência do Instituto Cervantes oferecida a Llosa

O Governo espanhol ofereceu ao escritor Mário Vargas Llosa, Prémio Nobel da Literatura, a presidência do Instituto Cervantes, principal organismo de promoção do espanhol no mundo, confirmaram fontes do Executivo.

Vargas Llosa, de naturalidade peruana e com a nacionalidade espanhola desde 1993, substituiria, caso aceitasse o convite, Cármen Caffarel, que ocupa o cargo desde 2007.

O nome do escritor foi confirmado hoje depois de na terça-feira o ministro dos Negócios Estrangeiros, José Manuel García-Margallo ter anunciado que já tinha decidido quem ia propor para a direção do Cervantes, congénere espanhol do Instituto Camões.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG