Poesia completa de Luis Filipe Castro Mendes será publicada em 2018

A publicação da poesia completa de Luís Filipe Castro Mendes, atual ministro da Cultura, e um volume dedicado à obra poética do surrealista Mário-Henrique Leiria, com inéditos, estão entre as principais novidades poéticas de 2018.

No âmbito de novos títulos de poesia de autores portugueses, a Assírio & Alvim publicará no próximo ano a poesia completa de Luís Filipe Castro Mendes, autor que começou a publicar na década de 1980.

"Gestos" foi o primeiro título de Castro Mendes, ao qual se seguiu "Recados". Em 1999, saiu o primeiro volume da sua "Poesia reunida: 1985-1999", que incluía o título, então inédito, "Os amantes obscuros". Em 2011, Castro Mendes recebeu o Prémio António Quadros pelo livro de poesia "Lendas da Índia".

Na E-Primatur está previsto a edição de duas obras de teatro "fundamentais" de Bernardo Santareno (1924-1980) -- "O Lugre" e "O Judeu" -, bem como o segundo volume das obras completas de Mário-Henrique Leiria (1923-1980), do qual "mais de metade dos textos são inéditos", disse à agência Lusa o editor Hugo Xavier.

O mesmo editor adiantou que irá também publicar o segundo volume das obras completas de Luiz Vaz de Camões (1524-1580), contendo a lírica e o teatro, sendo organizado por Maria Vitalina Leal de Matos.

Ainda na área da poesia, serão lançados, pelas Publicações D. Quixote, "A pura inscrição do amor", de Nuno Júdice, e "Poemas de Amor", de Manuel Alegre.

"Olha-me como quem chove", de Alice Vieira, e "Estranhezas", de Maria Teresa Horta, são as outras obras poéticas a serem lançadas pela editora no próximo ano.

"Pela E-Primatur serão editados novos títulos de José Vilhena", autor falecido em 2015, adiantou à agência Lusa Hugo Xavier.

Exclusivos