Pátios de Córdoba são Património Imaterial da Humanidade

Há um ano a candidatura não conseguiu a nomeação, mas agora a UNESCO declarou os Pátios de Córdoba como Património Imaterial da Humanidade. Também o frevo brasileiro foi distinguido.

Não foi uma surpresa, pois a própria UNESCO havia incitado a que a candidatura voltasse a ser apresentada, depois de em 2011 não ter conseguido ter sucesso.

O ministro da Educação, Cultura e Desporto espanhol, José Ignacio Wert, felicitou, citado pelo El Mundo, "a cidade de Córdoba pelo magnífico trabalho que realizou com a Direção Geral de Belas Artes do Ministério" que dirige. "A Festa dos Pátios é um exemplo de ponto de encontro de culturas", acrescentou.

E é precisamente o "intercâmbio cultural" uma das razões que a UNESCO apontou para considerar os Pátios de Córdoba como Património Imaterial da Humanidade.

Esta celebração conta com quase 100 anos. Durante a primavera, as flores fazem parte da imagem de Córdoba e no mês de maio realizam-se várias festas. Um dos momentos mais importantes das celebrações é o concurso do pátios. Enfeitados até ao ínfimo pormenor, a beleza transforma a cidade, atraindo muitos turistas.

Também o frevo, estilo tradicional de dança brasileiro foi distinguido pela UNESCO. Há dois anos que a candidatura havia sido apresentada. "É extremamente importante a escolha do frevo. É uma força viva. Para nós, o frevo junta dança, música e artesanato. É um enorme orgulho ter todas essas capacidades reconhecidas", disse a ministra da Cultura, Marta Suplicy.

Ao todo foram divulgadas 16 propostas aceites para Património Imaterial da Humanidade.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG