Palácio da Pena ultrapassou Jerónimos em visitas

Durante o ano passado, foram 755 735 aqueles que visitaram o Palácio Nacional da Pena, em Sintra. Este número revelado ontem ao DN pela Parques de Sintra - Monte da Lua, torna o palácio o monumento mais visitado do País, em 2013.

Esta informação vem assim contrariar os dados estatísticos avançados na terça-feira pela Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), segundo os quais, o Mosteiro dos Jerónimos, em Belém, liderou as visitas aos monumentos nacionais com 722 758 entradas, no ano passado.

De acordo com os dados revelados ontem pela Parques de Sintra sobre o número de visitantes em 2013 aos locais (palácios, museus e monumentos) mais visitados do País, o Parque e Palácio da Pena aparecem no topo da tabela com 787 173 ingressos vendidos (em 2012, foram 719 688), logo seguido do Mosteiro dos Jerónimos, com o valor já referido.

Contactada pelo DN, fonte da Parques Sintra - Monte da Lua informou que existem dois tipos de entrada. "Há bilhetes só para o parque. E desses, no ano passado, foram vendidos 31 428. E temos também bilhetes completos que dão acesso ao palácio e ao parque. Destes, não nos é possível dizer quantas pessoas visitam o parque. Podemos apenas garantir que para entrar no Palácio é obrigatório passar pelo parque. E sabemos, isso sim, que a grande maioria dos que adquirem este ingresso visita o palácio e também o parque".

Leia mais no e-apaper do DN

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.