Obra mais recente de Banksy descoberta no Reino Unido

A que se julga ser a mais recente obra de Banksy apareceu em Cheltenham, onde se localiza o centro de escutas britânico, e retrata uma crítica à espionagem. Apesar de tudo indicar que se trate de um graffitti do artista, Banksy ainda não confirmou a sua autoria.

Foi na cidade inglesa de Cheltenham, onde se localiza o centro de escutas britânico GCHQ, que foi descoberta a última criação do artista conhecido pelas suas sátiras à sociedade. A cidade escolhida não foi um mero acaso - o graffitti mostra três espiões rodeando uma cabine telefónica para intercetar a comunicação, numa visível crítica ao mundo da espionagem.

A obra surge numa altura em que a agência de espionagem GCHQ é novamente alvo de críticas, sendo acusada de esconder programas de vigilância das comunicações dos cidadãos e por colaborar estreitamente com a Agência de Segurança Nacional norte-americana na recolha de dados e na interceção de comunicações.

Karren Smith, a proprietária da habitação, disse ao jornal The Gloucestershire Echo que viu ontem, domingo, uns homens com uma tela branca a abandonarem o local numa carrinha e que, pouco depois, começaram a aproximar-se várias pessoas para contemplar a obra, que já está a atrair um grande número de fãs, apesar de Banksy ainda não ter confirmado a sua autoria.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG