Nota de dólar de Andy Warhol é estrela em leilão de 289 milhões de euros

A leiloeira prevê que seja realizada a maior venda de sempre de arte contemporânea.

Numa altura em que o mercado de leilões não para de bater recordes com os colecionadores a abrirem cada vez mais os cordões à bolsa quando se trata de garantir a aquisição de obras de arte, a Sotheby"s prevê que o leilão de arte contemporânea dos próximos dias 1 e 2 de julho venha a revelar-se o mais lucrativo de sempre deste tipo. Para além de obras icónicas de Francis Bacon, uma das razões para este otimismo é um conjunto de 21 obras, provenientes de uma coleção particular, em que o protagonista é... o dólar. One Dollar Bill (Silver Certificate), do norte-americano Andy Warhol lidera o lote. A venda, que se realiza em Londres, deverá atingir os 289 milhões de euros, segundo a leiloeira.

Dois quadros de Paula Rego fazem parte dos 59 lotes que a Sotheby's vai levar a leilão nos dia 1 e 2 de julho, em Londres.

Leia mais no e-paper do DN

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG