"Não queria ser mais uma blogger que escreveu um livro"

A depressão, os filhos, a solidão, Goa. Desde 2006 que Ana Cássia Rebelo nos revela o seu mundo no blogue 'Ana de Amsterdam'. Agora, reuniu os textos num livro.

"2006-06-29. É hoje a consulta com o novo psiquiatra. Embirro com psiquiatras, psicólogos e afins. Vai ouvir-me falar durante meia dúzia de minutos. Vou ter de reduzir a minha tristeza e solidão em frases contidas, curtas, concisas. Ainda não sei se lhe hei de falar da frigidez. Não é fácil confessar-me assim, feita de gelo. Depois de me ouvir, o senhor doutor vai dizer que estou com uma depressão profunda. Que novidade..." Estas são as primeiras palavras de Ana de Amsterdam. Para que não haja dúvidas de que estamos perante o diário de uma mulher. Que estes são textos confessionais, na primeira pessoa. Que neste livro não há tabus.

Ana de Amsterdam é Ana Cássia Rebelo, 42 anos, bancária, divorciada, com três filhos. Em 2006, quando ainda não era divorciada e só tinha dois filhos, decidiu iniciar um blogue e deu-lhe o nome de uma música de Chico de Buarque. "Naquela altura toda a gente tinha um blogue, estava muito na berra. Eu não conhecia muito o mundo da blogosfera, nem era uma pessoa que gostasse particularmente de escrever. Fi-lo por razões pessoais. Eu gosto de ler e gosto de fazer pouco mais. Ao final da noite, depois de deitar os miúdos e tudo isso, comecei a escreve no blogue para preencher o meu tempo, que era um tempo de alguma solidão. No início, para além de falar das minhas coisas, falava também sobre a vida política, opinava como toda a gente opina, mas, passado algum tempo, o blogue passou naturalmente a ser o meu diário."

Leia mais no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG