Universal doa 200 mil originais à Biblioteca do Congresso

A Universal anunciou ontem que doou à Biblioteca do Congresso dos EUA 200 mil gravações  -  algumas inéditas - de alguns dos mais emblemáticos nomes da música popular norte-americana. Temas de Louis Armstrong, Billie Holiday, Bing Crosby ou Ella Fitzgerald estão entre as relíquias da colecção.

A Biblioteca do Congresso (Library of Congress), que já contava com cerca de três milhões de gravações áudio originais, recebe agora um "presente" da Universal: mais de 200 mil gravações originais de vários artistas que fizeram a história da música popular norte-americana, "muitas delas fora de circulação ou inéditas". O comunicado da Biblioteca do Congresso refere que o donativo é o maior de sempre a ser feito à secção audiovisual da Biblioteca e representa "a primeira grande colecção de originais de estúdio alguma vez obtida pela mais antiga instituição cultural da nação".

A colecção compreende gravações dos anos 1920 aos anos 1940, provenientes de vários selos que pertencem à Universal - como a Decca, a Mercury, a Vocalion e a Brunswick. Entre as relíquias doadas pela Universal ao povo americano estão, por exemplo, a versão de Bing Crosby de "White Christmas", gravada em 1947, algumas das primeiras gravações de um dos pioneiros da guitarra eléctrica, Les Paul, ou o dueto de Ella Fitzgerald e Louis Armstrong "Frim Fram Sauce". Outros nomes presentes na colecção são Billie Holiday, as Andrews Sisters, Jimmy Dorsey, os Mills Brothers, Judy Garland ou Dinah Washington.

Caberá à Biblioteca do Congresso a delicada tarefa de preservar estes originais e torná-los acessíveis em arquivo. Para os próximos meses, está previsto o lançamento de um site onde as gravações catalogadas poderão ser ouvidas em "streaming" (transmissão em tempo real para o computador sem possibilidade de guardar o conteúdo).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG