Segundo dia de festival arranca com Vicious 5

Além do grupo português, também já passaram pelo Passeio Marítimo de Algés Russian Red ou Allen Stone. Black Keys são o grupo que chama mais atenções.

Passados cinco anos desde que colocaram um ponto final no seu percurso, os portugueses The Vicious Five voltaram a reunir-se, tendo-lhes cabido a tarefa de inaugurar o palco principal do NOS Alive, num dia em que as preferências recaem para oss The Black Keys.

No entanto, este regresso não suscitou os maiores entusiasmos por parte de um público dominado por fãs do grupo norte-americano, que subirá ao palco às 22:30. Mesmo a extrema comunicabilidade do vocalista, Quim Albergaria, mais conhecido nos últimos anos como um dos bateristas dos PAUS, com tiradas sobre os recibos verdes, relações amorosas e lições de vida algo paternalistas (como o próprio admitiu) gerou grandes entusiasmos num público que parecia mesmo desconhecer que, em temos, existiu um grupo em Portugal chamado Vicious Five.

O quinteto percorreu as canções dos discos que, em tempos, lhes deram visibilidade, mas também passaram por inéditos compostos em 2009, mas que só este ano foram revelados ao público, num EP editado na série NOS Discos.

À mesma hora, no Palco Heineken, a espanhola Russian Red atuou para um público dominado por muitos conterrâneos e outros que aproveitaram o abrigo desta tenda para fugir ao sol.

No recinto nota-se ainda que este dia encabeçado pelos Black Keys terá, certamente, muito menos pessoas que quinta-feira, que esgotou graças aos regressos dos Arctic Monkeys e Imagine Dragons.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG