Prince cantou e encantou na despedida do SBSR

O cantor norte-americano Prince, que encerrou a 16.ª edição do Super Bock Super Rock (SBSR), cantou e encantou os milhares de pessoas que se deslocaram ao festival no domingo.

O cantor norte-americano Prince, que encerrou a 16.ª edição do Super Bock Super Rock (SBSR), cantou e encantou os milhares de pessoas que se deslocaram ao festival no domingo.

Prince e a sua banda foram incansáveis, puxando sempre mais pelo público ao pedir que este cantasse, abanasse as ancas, batesse palmas e saltasse.

O cantor norte-americano comandou a plateia do princípio ao fim e a certo ponto disse mesmo: 'Eu sou Prince e sou o DJ da noite'.

Pelo palco do Meco passaram alguns clássicos como 'Cream', '1999', 'Nothing Compares to U' e 'Kiss'.

Ao fim de menos de uma hora de concerto, Prince parou, mas o ânimo da plateia manteve-se, o que, devido aos saltos do público, criou uma imensa nuvem de pó frente ao palco principal.

A interrupção foi curta e serviu para trazer Ana Moura ao palco, a convidada especial do cantor norte-americano que interpretou duas canções em português.

O concerto parou à 01:20 ao som de 'Purple Rain' e retomou cinco minutos depois para o último encore por mais 10 minutos.

Ao todo, uma hora e 40 minutos de música, num alinhamento diversificado mas sempre eficaz que resultou no concerto mais concorrido dos três dias de SBSR.

Antes do cantor norte-americano, os The National deram um dos seus mais aplaudidos concertos de sempre em Portugal, pontuado por muitos dos temas que compõem 'High Violet', o mais recente disco de originais do grupo, criticamente elogiado um pouco por todo o lado.

Ao mesmo tempo, Sharon Jones liderava os seus Dap Kings num dos melhores momentos vividos no palco EDP durante os três dias de SBSR.

Endiabrada como é seu apanágio, as sonoridades soul e funk de Sharon Jones contrastaram com as canções mais melancólicas e alternativas dos The National, tendo ambos os concertos registado muitos milhares de espectadores.

Spoon, Stereophonics e Palma's Gang, de Jorge Palma, fizeram a ponte entre dia e noite no palco principal do SBSR.

As sonoridades alternativas de Morning Benders e Wild Beasts foram, no palco EDP, momentos de destaque do final de tarde.

As primeiras horas de segunda feira e as sonoridades alternativas dos Empire of the Sun trazem consigo o final de festa do 16.º SBSR, o primeiro realizado no Meco, que deixa para a memória de uma média sempre superior a 20 mil pessoas por noite concertos marcantes de nomes como Pet Shop Boys, Vampire Weekend, Cut Copy, Julian Casablancas ou, inevitavelmente, Prince.

Veja o VÍDEO:

[youtube=iCaMNH9Bar8]

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG