O puzzle que é a música de Noiserv

'Almost Visible Orchestra' é o segundo álbum de David Santos (Noiserv), desde 'One Hundred Miles from Thoughtlessness', de 2008.

Artista: Noiserv

Álbum: 'Almost Visible Orchestra'

Editora: Edição de autor

Classificação: 3/5

Antes ainda de se começar a ouvir este Almost Visible Orchestra, pode-se desde logo antever o que é que ali encontramos. A capa do disco é, literalmente, um puzzle, que pode ser montado de diferentes formas. Noiserv tanto pode nos olhar nos olhos, como estar de costas voltadas para o mundo ou completamente fragmentado. Este puzzle acaba por refletir a densidade emocional que o músico explora deste segundo álbum de estúdio, mas também a forma como as canções foram compostas.

Cada tema é um puzzle delicado, onde uma miríade de sons se sobrepõem em várias camadas graças à loop station. Tem sido este o método que Noiserv tem utilizado desde o início, tanto em disco, como em palco, e cada vez mais é perceptível o domínio que o músico tem sobre as ferramentas com que trabalha. Daí que agora tenha intitulado este álbum como Almost Visible Orchestra, porque, apesar de um disco de um homem só (excepto nas vozes de Rita RedShoes, Luísa Sobral, Esperi, Afonso Cabral & Salvador Menezes, Francisca Cortesão e Luís Nunes na canção I was trying to sleep when everyone woke up), as suas canções têm tantas camadas, e trabalhadas ao mais ínfimo detalhe, que a ideia de uma orquestra quase visível não é, de todo, descabida.

Existe uma melancolia presente na maioria dos temas, bem como uma busca pela beleza mais inocente. No entanto, ao criar cada canção recorrendo predominantemente ao método da loop station pode levar a uma repetição de ideias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG