Na 20ª edição Super Bock Super Rock sai do recinto

O evento começa hoje com atividades que se estendem além do espaço já tradicional, junto à praia do Meco, em Sesimbra. Os bilhetes para o segundo dia estão praticamente esgotados.

É raro um festival de música pop/ /rock chegar às 20 edições. Mas, a partir de hoje, o Super Bock Super Rock (SBSR) celebra esta data redonda, com três dias de concertos que se realizarão não só na Herdade do Cabeço da Flauta, onde se fixou desde 2010, mas também pela aldeia do Meco, que receberá vários artistas de rua.

"Começámos a perceber que tínhamos uma mais-valia com a aldeia do Meco e com a praia. Ela própria estava a ganhar protagonismo. Aliás, um dos melhores feedbacks das pessoas que vão ao festival é precisamente o facto delas não só poderem usufruir daquele cenário idílico e acolhedor, que os artistas também gostam muito, mas ao mesmo tempo poderem ir à praia, comer ótimo peixe e conhecer a aldeia do Meco", explicou ao DN Jwana Godinho, da promotora Música no Coração.

Mas as novidades desta 20.ª edição não se restringem aos cantores de rua que vão fazer os seus apontamentos musicais pelo Meco. Dentro do recinto da Herdade do Cabeço da Flauta haverá dezenas de atuações, destacando-se o Tributo a Lou Reed, protagonizado pelo guitarrista Zé Pedro e uma mão-cheia de amigos, como recorda a responsável.

Leia mais no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG