Linkin Park e Aoki juntos em palco para 68 mil pessoas

No 'encore' o DJ norte-americano juntou-se à banda, que foi o nome que mais pessoas levou ao Parque da Bela Vista neste terceiro dia de festival.

Do segurança trintão à criança de oito anos acompanhada pelo pai, mais dado a outras andanças musicais, a verdade é que os Linkin Park são claramente um fenómeno que cruza mais que uma geração e, por isso, é natural que tenham sido escolhidos pela terceira vez para pisarem o Palco Mundo do Rock in Rio-Lisboa, recebidos sempre com uma enchente. À hora em que entraram em palco eram já mais de 68 mil pessoas no Parque da Bela Vista, avançou a organização.

Nem o atraso (o único nesta edição do festival, até ao momento) abrandou o entusiasmo dos seus fãs, que ontem tiveram um presente especial de Mike Shinoda (produtor e rapper da banda), que entregou alguns CD às primeiras filas com uma nova música do grupo, retirada do álbum The Hunting Party, que só chegará às lojas no próximo dia 13 de junho. O próprio músico frisou que a música ainda não chegou à Internet. Ainda.

Foram as canções dos tempos áureos do movimento nu metal que proporcionaram os momentos mais efusivos entre a plateia, tendo a banda recuperado sucessos com mais de uma década de vida como One Step Closer, With You, Numb, In the End ou Crawling (esta última já no encore e a sua interpretação ficou pelo refrão).

Mas no Rock in Rio a banda norte-americana mostrou também como tem sido a evolução sonora que tem vivido nos últimos tempos, onde as eletrónicas assumem um peso maior na construção e estética das canções, podendo-se citar, por exemplo, os Nine Inch Nails como uma influência que dê pistas para esta vida mais recente da banda.

Dado esse peso da música eletrónica, não é de admirar que o DJ Steve Aoki (convidado especial do festival para encerrar as festividades no Palco Mundo) se tenha juntado à banda durante A Light that Never Comes.

Com um espetáculo com uma componente visual muito trabalhada, onde múltiplos ecrãs se uniam a jogos de luzes complexos, e um alinhamento repleto de êxitos (o fim foi marcado com o single Bleed It Out, que na época liderou tops em vários países), os Linkin Park voltaram a sair vitoriosos do Parque da Bela Vista. E o próprio Chester Bennington (vocalista) não o escondeu, tendo afirmado no final que o concerto em Lisboa foi a melhor forma de arrancar a atual digressão europeia da banda.

O Palco Mundo vai agora despedir-se com o certamente extravagante DJ set de Steve Aoki.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG