Kings of Leon regressam para multidão no Optimus Alive

Passaram ontem à noite pelo Passeio Marítimo de Algés grupos como Phoenix, Tame Impala, Jake Bugg, Linda Martini ou Of Monsters and Men.

00h45 - Terminou há momentos o concerto dos Kings of Leon no Optimus Alive, quando já foi anunciado que o festival voltará no próximo ano, ao mesmo recinto, entre os dias 11 de 13 de julho. Pouco tem que ver a banda que acabou de se apresentar em Algés daquela que há dez anos lançou um single como Molly's Chambers, bem mais próximo de algumas referências do garage rock do que das canções rock-fm para estádio que hoje são interpretadas por milhares de pessoas. Foi o que aconteceu quando os Kings of Leon interpretaram Use Somebody e, depois, Sex On Fire, na recta final do concerto. Podem não ter um espetáculo muito apurado a nível visual (além dos quatro painés que se encontravam atrás da banda, em palco não existiam mais "distrações" além dos próprios elementos do grupo), mas isso não impede a comunhão com o público, ainda que a banda caia demasiadas vezes num ritmo previsível (que não é ajudado pelas canções, também elas bastante formatadas no seu registo épico). É pena que não tenham interpretado mais canções como Back Down South, mais "devoto" a heranças country mainstream, que dão à banda uma maior sensibilidade que a pose de grupo que estádio que ainda não assumem com convição suficiente como Depeche Mode ou Green Day, os outros cabeças de cartaz desta edição do festival. No entanto, o público saiu conquistado do Passeio Marítimo de Algés neste último dia da sétima edição de Optimus Alive.23h15 - Os Kings of Leon entraram há momentos no Palco Optimus para "encerrar" as festividades (neste palco) desta sétima edição do Optimus Alive. Ao terceiro tema do concerto eram já muitos os milhares que entoava a viva voz com o vocalista da banda norte-americana as palavras "don't rock it", durante a canção Notion, tema que se seguiu a The Bucket e Radioactive. O grupo regressa passados oito anos (na altura tocaram ainda durante ao final do dia no Rock in Rio-Lisboa) e é hoje um grande fenómeno de massas, tendo preparado para este concerto no Passeio Marítimo de Algés um concerto que em tudo se aproxima desse carácter épico do espetáculo para o grande público.Antes, subiram ao mesmo palco os franceses Phoenix, bem menos eufóricos que os cabeças de cartaz desta última noite. Ainda assim, o final com a canção Entertainment foi claro na celebração que então se estava a viver, e ao longo do seu concerto a banda francesa foi conseguindo ter o público na mão, muito graças aos singles do anterior álbum, Wolfgang Amadeus Phoenix.20h15 - Os Tame Impala iniciaram há poucos momentos a sua atuação na edição deste ano do Optimus Alive, depois de ter passado também pelo Palco Optimus o novato Jake Bugg. O britânico de 19 anos apresentou-se para uma plateia já composta (e na sua maioria, à espera do regresso dos Kings of Leon), ainda que poucos lhe tenham prestado verdadeira atenção. As suas canções indie rock genéricas (com referência à fase eletrificada de Bob Dylan) também não ajudaram a cativar o público. E o próprio músico não se mostrou particularmente preocupado em criar uma grande empatia com a plateia que encontrou nesta estreia em Portugal.Antes passaram pelo mesmo palco os portugueses Linda Martini, que suscitaram muito mais entusiasmo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG