França homenageou António Victorino d'Almeida

O maestro recebeu as insígnias de Cavaleiro da Ordem das Artes e Letras da República Francesa, numa cerimónia que decorreu no Palácio Santos.

Em vésperas de celebrar 74 anos, que serão festejados a 21 de maio, o maestro António Victorino d'Almeida foi homenageado pela França, tendo recebido das mãos do embaixador francês em Portugal, Jean-François Blarel, as insígnias de Cavaleiro da Ordem das Artes e Letras.

O maestro mantém desde sempre uma relação profunda com a França e com a sua cultura e, como é recordado em comunicado enviado à imprensa pela embaixada de França, "as suas filhas e netos, alguns nascidos em França, frequentaram os liceus franceses de Viena e de Lisboa."

A Ordem das Artes e Letras foi instituída em 1957 e é uma das mais importantes condecorações honoríficas da República Francesa, consagrando "personalidades que tenham contribuído para a difusão da cultura no mundo", é referido no mesmo comunicado.

A embaixada refere-se a António Victorino d'Almeida como um "grande mestre na orquestração, figura incontornável da música em Portugal".

A cerimónia decorreu no Palácio Santos, onde estiveram presentes duas das suas filhas, Inês de Medeiros e Anne Victorino D'Almeida, bem como Carlos do Carmo (amigo de longa data e habitual colaborador) e Catarina Vaz Pinto, conselheira cultural da Câmara de Lisboa.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG