Festival Sudoeste já é partilhado por duas gerações

O festival Sudoeste, na Zambujeira do Mar, é a Meca de verão dos mais jovens com música, sol e praia, mas à beira dos 15 anos de existência, o promotor Luís Montez encontra agora duas gerações de espectadores.

No arranque do festival, com quase vinte mil festivaleiros acampados paredes meias com os palcos, Luís Montez afirmou à agência Lusa que o Sudoeste é vivido por quem o tem acompanhado com regularidade desde 1997, mas é também o palco para os mais novos experimentarem vivências novas.

'Aqueles que tinham 25 anos há 14 anos agora têm 39. Escolhem ficar num eco resort mais sofisticado com outro tipo de facilidades, e temos a componente dos mais novos que querem experimentar a experiência de viver o Sudoeste', explicou o fundador do festival.

A 14.ª edição do festival começou na quarta feira com a habitual recepção ao campista, e o longo pinhal entre o recinto e o canal dos mergulhos está já lotado com milhares de tendas habitadas maioritariamente por um público sub-20 anos.

Patrícia tem 17 anos - tinha três quando apareceu o Sudoeste -, é de Viseu e está pela primeira vez no festival para ver sobretudo David Guetta, o DJ sensação do momento, que actuará no domingo no encerramento das actuações.

Rumou a sul para dar um mergulho na praia, fazer amigos e aproveitar o 'bom espírito e bom ambiente' de um festival que ouviu dizer que era 'fantástico', explicou à Lusa.

Não há um festivaleiro que ande sozinho no Sudoeste, antes pelo contrário. São sobretudo grupos de amigos que se juntam para umas férias mais baratas, a acampar e com música à mistura.

Sofia, Ana, Lila e Carolina, todas de Aveiro e com 19 anos, apanharam na quarta feira o primeiro escaldão nas praias da costa alentejana e estão também pela primeira vez no Sudoeste, onde querem ver Jamiroquai, M.I.A e James Morrison.

Enquanto não chegam os 40 mil espectadores que a organização estima para cada um dos cinco dias, o recinto ainda resplandece de verde.

Do lado de fora os automóveis no parque de estacionamento vão ganhando uma generosa camada de pó.

Hoje os destaques dos concertos vão para os Flaming Lips e M.I.A., Rye Rye, The Very Best e a dupla Kruder & Dorfmeister.

Na sexta feira espera-se o funk pop de Jamiroquai, Colbie Caillat, os portugueses Orelha Negra, Lykke Li e DJ Shadow.

Entre sábado e domingo as propostas fortes virão de Mika, Mondo Cane, de Mike Patton, Massive Attack, Air e David Guetta.

Veja o vídeo


Mais Notícias

Outros conteúdos GMG